GUIA PRÁTICO PARA A IMPORTAÇÃO EMPRESARIAL

Você tem um negócio e decidiu que a importação empresarial é o melhor caminho?

Já ouviu dezenas de pessoas te falar que a importação é um NEGÓCIO LUCRATIVO, que você pode comprar por 1 e vender por 3, mas não sabe por onde começar?

Então este conteúdo é para você. Fica comigo.

RAMO DEFINIDO E CAPITAL DISPONÍVEL

Antes de falar sobre classificação fiscal, viabilidade financeira ou cuidar da logística, você precisa ter um RAMO DEFINIDO e CAPITAL DISPONÍVEL.

A importação exige uma certa quantia financeira a ser investida inicialmente, ou então não será rentável em muitos produtos. Além disso, você precisa atuar no ramo em que domina ou que tenha paixão.

Neste conteúdo, a gente vai partir da premissa que você já tem claro estes dois pontos:  DINHEIRO E NICHO.

ETAPA 01: IMPORTAÇÃO EMPRESARIAL

No Brasil a pessoa física é proibida de fazer comércio de importação empresarial. Por mais que você queira, não vai poder importar legalmente e distribuir produtos no seu CPF.

Para você atuar na legalidade vai precisar abrir uma empresa, em qualquer regime tributário, inclusive pode escolher um MEI.

Considerando que você vai comprar pra revender, vai precisar também de uma inscrição estadual ativa.  Para cuidar destes trâmites, vai ser necessário contratar um contador experiente, para evitar atrasos e complicações.

Com CNPJ e Inscrição Estadual válidos, é hora de habilitar a sua empresa no Radar. Existem 3 modalidades:

  • EXPRESSA (limite de 50 mil dólares/semestre);
  • LIMITADA (limite de 150 mil dólares/semestre); e
  • ILIMITADO (sem limite semestre).

Dependendo do ramo de negócio ou do produto a ser importado, ainda vai ser preciso efetuar registros em outros órgãos (como Anvisa, Mapa, Inmetro, Anatel, etc).

Você precisa ficar atento para não autorizar nenhum embarque antes de que todas estas obrigações estejam concluídas.  Se você vacilar, já começa a sua operação com multas.

Mas isso tudo só acontecerá uma vez, no começo da sua jornada.

TUDO sobre Importação

TUDO sobre IMPORTAÇÃO, sem mi-mi-mi, sem blá-blá-blá-blá, direto ao ponto. Quer se manter atualizado? Então Se inscreva nesta lista, é GRÁTIS.>

ETAPA 02: FORNECEDORES CONFIÁVEIS

Você não vai conseguir ter sucesso na sua jornada de fazer importação empresarial sem fornecedores de confiança e que ofereçam produtos de qualidade, a preços acessíveis.

Existem algumas formas de você conseguir descobrir estes fornecedores, de um jeito fácil e barato, até por meios que exigem maiores investimentos e demoram mais tempo.

Eu tenho outros conteúdos que ensinam o passo a passo de como encontrar e validar fornecedores para o seu negócio, mas rapidamente vou resumir.

Você pode (e deve) começar pela internet.

Sites como o Alibaba, Made In China, Global Source, são excelentes ferramentas de pesquisas iniciais para você conhecer se o seu produto pode ser encontrado na China.

Uma vez identificado os possíveis fornecedores, você deve iniciar a negociação.

Tratar do preço, da quantidade mínima, do local de embarque, além de questões documentais, forma de pagamento e prazo de pagamento.

Nesta fase, é comum solicitar uma FATURA PROFORMA, para garantir a oferta.

Discuta também com o fornecedor fazer uma inspeção de fábrica, para conhecer as instalações, e quando a carga estiver pronta, uma inspeção final da mercadoria.

Este serviço não custa muito, e é uma garantia adicional que o importador vai ter sobre vários aspectos. Há várias empresas que fazem este tipo de serviço, em um prazo muito curto.

Há também outras possibilidades de descobrir fornecedores para o seu produto, como uma visita guiada ao país, ou participando de feiras especializadas do seu setor.

ETAPA 03: VIABILIDADE DA IMPORTAÇÃO EMPRESARIAL

Você já tem uma empresa preparada e o fornecedor confiável, agora é a hora de fazer contas.

Com a fatura proforma em mãos, vai precisar identificar a classificação fiscal da mercadoria e a carga tributária.

Esta é uma fase para especialistas, e você vai precisar contratar um consultor ou um DESPACHANTE ADUANEIRO.

Você até pode tentar fazer sozinho, mas eu não recomendo.  Encontrar a NCM é o elemento mais importante da sua operação, e eu fortemente te recomendo não arriscar.

Com a NCM dos seus produtos, vai ser possível encontrar a carga tributária e os procedimentos administrativos.

O próximo passo é PLANILHAR os valores da sua importação empresarial.

Vai ser necessário conhecer, além do preço do produto, o valor do transporte internacional, as despesas aduaneiras e os tributos incidentes, tanto os federais como o estadual.

ETAPA 04: INICIE O PROCESSO JUNTO AO FORNECEDOR

Você já encontrou viabilidade financeira na operação, já tem fornecedor confiável e a empresa já está preparada, o próximo passo é: COLOCAR AS COISAS PARA ANDAR.

Mais uma vez, você vai precisar de apoio especializado.  Se quiser seguir sozinho, vai conseguir, porém pode ser mais demorado.

E como o fator tempo na importação é algo que custa muito dinheiro, eu recomendo que você procure apoio profissional.

As etapas que você precisa seguir são:

  1. Acertar os últimos detalhes com o fornecedor sobre a sua operação;
  2. Se tiver que produzir uma embalagem personalizada, já deve ter tudo pronto e um o desenho precisa ser enviado ao fornecedor. Ele vai precisar levantar os custos e o tempo para que fique pronto;
  3. Providencie o pagamento conforme acordado na fatura proforma.  Normalmente são 30% no pedido, e 70% quando estiver pronto.  O exportador só vai começar depois de receber o valor combinado;
  4. Se for a sua primeira importação, você vai precisar se cadastrar junto ao seu banco para fazer um fechamento de câmbio. Dependendo da instituição bancária, isso pode ser SIMPLES ou COMPLEXO.  É por isso que você precisa olhar isso já;
  5. Com o pagamento já providenciado, é hora de buscar um parceiro logístico.  O agente de carga é uma peça fundamental, juntamente com o despachante aduaneiro, no sucesso da sua importação. Ele vai te ajudar a encontrar a melhor opção de embarque, levando em conta o preço, o tempo, a rota e a modalidade escolhida;
  6. É também neste momento que se precisa cumprir as obrigações administrativas, como uma licença prévia, registro de um produto ou qualquer outra obrigação. Você não pode pular esta etapa, que é a mais importante de tudo;
  7. Se esta for a sua primeira importação com este fornecedor, é altamente recomendado a contratação de uma inspeção de mercadoria, antes do pagamento dos 70% combinado (a segunda parcela). Este é um serviço que requer pouco investimento, e muitas empresas fazem o serviço com um prazo muito rápido.  Não pule esta etapa, ou então pode colocar em risco todo o projeto;
  8. Inspeção pronta, o próximo passo é pagar o restante e providenciar o embarque

ETAPA 05:  CUIDAR DA LOGÍSTICA INTERNACIONAL

Aqui o apoio especializado é fundamental.  Vai ser preciso cotar o transporte e o seguro internacional e cuidar junto ao fornecedor da retirada da carga e do embarque para o Brasil.

Antes de qualquer coisa é preciso conferir se as OBRIGAÇÕES ADMINISTRATIVAS já foram cumpridas.

Por exemplo, uma licença prévia já emitida, ou uma certificação compulsória já concluída, enfim, agora é a hora de validar toda as obrigações ou o seu embarque não poderá acontecer.

Neste intervalo, vários documentos precisam ser analisados, como fatura comercial, packing list, conhecimento de embarque, e alguns deles são emitidos pelo exportador, e outros são por terceiros (como agente de carga ou órgão especifico no país).

Entretanto, a responsabilidade pela correta emissão documental é sempre do importador. Ele precisa ter controles rígidos para evitar qualquer erro.

Erro documental na importação custa dinheiro e atraso. MAIS DE 84% DOS EMBARQUES internacionais possuem algum tipo de erros, que vão gerar multas e atrasos.  E se antecipar a estes problema é a melhor forma de evitar transtorno.

Na importação empresarial o jogo se ganha antes mesmo de embarcar.  E se você não tiver um apoio especializado, como o de um agente de carga e de um despachante aduaneiro, sua operação corre risco.

Com o embarque pronto e a documentação aprovada, agora é esperar a mercadoria chegar até o país.

ETAPA 06: LIBERAÇÃO ALFANDEGÁRIA

É provável que neste momento você já tenha um despachante aduaneiro contratado.

Ele não é obrigatório, mas altamente recomendado para te ajudar a cumprir todas as obrigações que a aduana brasileira impõe.

Se ainda não tem um despachante, faça isso imediatamente.

Você vai receber atualizações sobre a chegada da sua mercadoria.  Neste momento, os documentos originais já devem estar contigo, e você já tem uma previsão financeira do valor que irá gastar.

O que falta?  esperar a carga chegar e providenciar o despacho aduaneiro.

O despachante aduaneiro vai providenciar a documentação necessária para iniciar o seu processo aduaneiro.  Assim que a carga chegar, ele fará o registro junto ao Siscomex, e então é aguardar os canais de parametrização.

São os famosos canais: VERDE, AMARELO, VERMELHO OU CINZA.

Eu tenho um vídeo que explica como eles funcionam, que se você tiver interesse, procure em meu canal.

Mas esta é uma etapa operacional que já foi planejada com antecedência pelo seu parceiro aduaneiro.

O próximo passo é esperar a liberação aduaneira, carregar seu produto e começar a vender.

PRECISANDO DE APOIO PROFISSIONAL?

Você quer importar e não sabe pode onde começar?

Aqui no Comexblog mantemos uma equipe de consultores especializados, que irá lhe assessorar com demandas aduaneiras, operacionais, contábeis e fiscais.

Estamos preparados para lhe ajudar na análise e preparação da documentação necessária, além de efetuar estudos de viabilidade financeira, identificação e contratação de prestadores de serviços e também executamos o desembaraço aduaneiro.

Inclusive, podemos classificar as suas mercadorias apresentando parecer técnico e definição fundamentada da NCM a partir das regras de classificação e notas explicativas.

Se você precisar de ajuda, basta preencher este formulário que entraremos em contato, sem qualquer compromisso.

TENHO UM PODCAST PARA VOCÊ

Se você está no trânsito, na academia ou fazendo uma caminhada ao ar livre, que tal aprender de jeito novo?

Então eu te apresento o #ComexCast, o podcast que fala de importação, exportação logística e despacho aduaneiro. Toda semana eu tenho conteúdo novo para você.

E a minha indicação de hoje é o EP#017 – Como Importar da China (Com Rodrigo Giraldelli)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *