2 minutos Por Carlos Araújo | @comexblog Até pouco tempo atrás, este título poderia ser alvo de piada. Tradicionalmente a internacionalização das operações dos grandes conglomerados globais acontecia com empresas dos EUA, Japão e Europa, expandindo seus negócios pelo mundo, normalmente em direção aos emergentes. Mas isto mudou na última década. Os investimentos diretos feitos por estas empresas saltaram de US$ 147 bilhões em 1990 para US$ 1,4 trilhão em 2005. E o Brasil está investindo cada vez mais no mercado internacional. Diferentemente do que Continue lendo

1 minuto Por Carlos Araújo | @comexblog Muito já se falou que o comércio exterior é a principal saída para o crescimento do país e das empresas. Como já foi dito em post anterior, não é possível uma empresa ou país viver sem que estes participem deste novo cenário. Mas para aquelas pessoas que estão iniciando neste novo mundo, qual é a diferença entre o comércio nacional e o comércio internacional? Vamos tentar explicar nestas poucas linhas. O comércio nacional é caracterizado pelas relações de Continue lendo

intercionalizar

1 minuto Por Carlos Araújo | @comexblog Na década de 70 e na década de 90, surgiram, não por consciência da realidade, mas por problemas conjunturais, as famosas expressões “exportar é o que importa” e “exportar ou morrer”. Estas duas frases de impacto buscaram mudar a consciência empresarial de que o mercado interno tornou-se insuficiente. Como qualquer outro grande mercado, durante muito tempo o Brasil se preocupou em atender apenas o enorme e maravilhoso potencial interno, e se esqueceu de que as grandes oportunidades da Continue lendo

Soja

1 minuto Por Carlos Araújo | @comexblog No passado muito se discutiu que o Brasil deveria ter grandes superávits comerciais em sua balança comercial. Estes saldos positivos serviriam para compensar, com folga, os tradicionais déficits na conta de serviços. Entre os mais importantes componentes nesta conta de serviços, estão os juros pagos, as viagens internacionais, os fretes, seguros e remessa de lucros e dividendos para o exterior. Porém, esta tendência começa a se inverter. Segundo dados do MDIC, O superávit da balança comercial atingiu 46 Continue lendo