Crise

Despachante Aduaneiro

Nenhum ramo de negócio ficou imune à crise profunda que a economia brasileira vive nos últimos três anos, mas o comércio exterior teve um impacto significativo. Deixamos de importar por conta do excesso de protecionismo, aliado a outros fatores como o câmbio e a deficiente infraestrutura logística, mas na contrapartida não conseguimos ampliar o volume de exportação com a desvalorização da moeda. E o encarecimento das importações, associado ao mesmo patamar de vendas externas, desaquecimento do mercado interno e o altíssimo custo logístico, trouxe recessão Continue lendo

qualificação

É incrível a capacidade brasileira de enganar. E de se enganar. E de adorar ser enganado. Parece que é pura opção – além da opção pela pobreza, título de um artigo nosso, um pouco antigo. O tempo todo ouvimos governantes e governados dizerem que a crise brasileira de 2008/9, e a atual de 2012, é “dos gringos”. Dos EUA e Europa, que não nos deixam crescer, sempre nos sabotando. Gostaríamos de saber até quando vai esta infantilidade, em especial porque que o país não é Continue lendo

Pode parecer estranho ao leitor, à primeira vista, um título como este. Que pode ter como primeiro pensamento que o autor está fora da realidade, já que nosso comércio exterior ter cresceu 3,3 vezes em 11 anos. Tínhamos uma corrente de comércio de 111 bilhões de dólares em 2000, final do milênio passado. Que atingiu a marca de 482 bilhões em 2011. Mas, na realidade, fora dela está o comércio exterior do Brasil. Que não consegue atingir a maturidade. Nem ser representativo. Que não consegue Continue lendo