Economia

comércio exterior

Independente de quem venha a assumir o governo com o possível impedimento da atual mandatária, prevê-se desde logo uma reação da economia, já que ficará definitivamente banida a mentalidade tacanha que fez o País mergulhar nessa que já é considerada a pior recessão desde a crise de 1929. Como se sabe, uma das prioridades da política externa brasileira, desde 2002, foi a Cooperação Sul-Sul, que pretendia aumentar o intercâmbio com países em desenvolvimento, em detrimento das trocas com os países do Hemisfério Norte, notadamente os Leia mais

Com o baixo poder competitivo até mesmo no mercado interno, a indústria brasileira aguarda o ano de 2015 com ansiedade, depois da constatação de que a política de incentivo a determinados setores tem dado cada vez menos resultados. Proteger-se de um mundo nada amistoso nas práticas comerciais com o acirramento de uma estratégia de isolamento é, no fundo, uma tendência suicida. O que fazer? As próprias lideranças industriais, que já manifestaram sua decepção e desconfiança com o atual modelo econômico, vêm pedindo há muito uma Leia mais

Como nós, há muita gente que milita na maravilhosa área de comércio exterior há décadas. E já viu muita coisa inadequada sendo feita e falada. E, pior que isso, a pouca vontade de aprender, de melhorar. Não vemos muitos profissionais, incluindo estudantes, interessados na leitura do que interessa para sua evolução. E realização de um trabalho adequado. E vemos erros crassos em eventos importantes, de profissionais e autoridades. O que vemos, e citamos em sala de aula para um alerta, são pessoas entrando num departamento Leia mais

O Brasil acaba de conquistar um troféu internacional. Claro que não é bem o que queria. Este é de consolação, na falta do importante e mais desejado. Há mais de 10 anos o País quer… O Brasil acaba de conquistar um troféu internacional. Claro que não é bem o que queria. Este é de consolação, na falta do importante e mais desejado. Há mais de 10 anos o País quer, desesperadamente, uma vaga no Conselho Permanente de Segurança da ONU. É incrível a luta pelo Leia mais

qualificação

A postura protecionista brasileira está sendo incorporada a nossa legislação. O legislativo brasileiro caminha na tendência contrária ao estímulo da farta corrente de comércio e seus benefícios. O prejuízo – não bastasse o ônus natural do fechamento de mercado – manifesta-se diretamente nos cofres públicos quando o assunto tange à preferência a produtos nacionais em licitações. Iniciava em janeiro de 2010 com a Medida provisória 495/10 (transformada em dezembro do mesmo ano na Lei no 12.349) a utilização das compras públicas como instrumento de intervenção no comércio Leia mais

SISCOSERV

A atividade de relações governamentais – isto é, o contato organizado de empresas e entidades com representantes dos Poderes Públicos – é face fundamental do processo decisório de políticas públicas, especialmente setoriais. Trata-se de, mais que um direito legítimo, um dever do setor privado transmitir ao setor público informações relativas às políticas que tenham relação com o seu setor e/ou impacto sobre a sua atividade. Além disso, a atividade de relações governamentais tem o importante papel de estabelecer um vínculo entre o setor público e Leia mais

O Espírito Santo registrou uma alta de 27% nas vendas para o mercado externo, em 2011: US$ 15,1 bilhões contra US$ 11,9 bilhões, em 2010. Representando 5,92% dos negócios brasileiros, feitos no exterior, o estado se manteve na 7ª posição, no ranking nacional de estados exportadores. Os principais destinos das exportações capixabas foram os EUA, China, Holanda, Argentina e Arábia Saudita, e entre os produtos mais vendidos estão o minério de ferro, petróleo cru, produtos de ferro e aço, café, celulose e rochas ornamentais. Em Leia mais

economia

Incentivos fiscais ou financeiros, fundos de participação e royalties são recursos com os quais o Estado do Espírito Santo conta para se manter. Já perdeu um e está prestes a ter cortes substanciais nos outros. O Fundo de Desenvolvimento das Atividades Portuárias (Fundap) é um incentivo financeiro inédito, que visa incrementar as operações de comércio exterior – através do sistema portuário capixaba -, para as empresas sediadas no Espírito Santo e tributadas com o ICMS local. Está certo que incentivo é um benefício concedido para Leia mais

Mais de R$ 12 bilhões foram gastos em propaganda oficial, na última década, mostrando o Brasil como uma grande potência econômica e social, quando na verdade, tudo não passa de uma grande farsa. O Orçamento da União para 2012 é de R$ 2,2 trilhões. Como os serviços da dívida, INSS, transferências constitucionais, pessoal, saúde e educação engolirão 74% desse total, sobrarão apenas 26% para todos os investimentos e outras despesas. A dívida total da União era de R$ 1,1 trilhão em 2002, subiu para R$ Leia mais

Você já ouviu falar em Mapeamento de Processo? Bem, primeiramente, cabe mencionar brevemente, antes de abordar o tema em questão, o conceito de processo. Processo pode ser definido como uma série de atos concatenados, de atividades, onde se tem entrada de recursos, os quais são utilizados e transformados em saídas, ou seja, tem-se um processo sempre onde houver a transformação de entrada em saída. O mapeamento de processos de negócios tem por finalidade identificar as entradas e respectivas saídas de cada micro-processo, os quais são Leia mais

brasil

O protecionismo é um dos assuntos mais discutidos atualmente, na verdade desde 2009, basta “dar uma voltinha” pela Internet para se deparar com o tema. Também, como não falar de um assunto como esse? que tem grande abrangência no mercado nacional e internacional, e ainda mais depois da presidente Dilma Rousseff baixar inúmeras medidas protecionistas durante pouco mais que um ano de mandato. O que talvez possa impressionar é o fato da presidente Dilma, grande aliada do ex-presidente Lula – que merecia um prêmio, segundo Leia mais

Acreditamos que como nós, todos os demais brasileiros, pelo menos aqueles mais conscientes, já se cansaram definitivamente de ouvir diversos clichês. Sempre os mesmos. Em especial o mais falado nos últimos anos para justificar que a economia brasileira vai bem, graças a Deus. O atual clichê, já de anos, é “os fundamentos da economia brasileira vão bem, são sólidos. Estamos prontos para crescer, enfrentar as crises internacionais etc. etc. etc.”. A previsão do governo para 2012 é assustadora: de crescimento de 5% ou pouco menos. Leia mais